Chá do Manifesto

o dia da mulher e o chá da Joana

Com muito orgulho sou mulher! Igual a muitas mas diferente de todas!

Todos os dias são (ou deviam ser) o nosso dia mas hoje, 8 de março, é assinalado o Dia Internacional da Mulher e, por isso, faz ainda mais sentido reflectir sobre o ser Maravilhoso que somos.

Não quero entrar em discussões sobre sexo forte ou fraco, não quero desvalorizar o papel do homem, quero sim realçar o papel da mulher que pelas suas particularidades a faz ser Única.

A maneira como a mulher é vista e se comporta na sociedade tem-se alterado ao longo dos anos e muito temos conquistado. Os tempos e as vontades mudaram, ganhámos voz, somos Livres. Hoje votamos, hoje estamos inseridas no mercado de trabalho e ocupamos cargos importantes de chefia, hoje somos mães e donas de casa e conciliamos a vida pessoal com a vida profissional, embora nem sempre seja fácil. Fazemos mais do que uma tarefa ao mesmo tempo, somos Habilidosas, dedicadas, atentas, determinadas e Encantadoras. Procuramos a perfeição num mundo com tantas imperfeições, lutamos por justiça e procuramos o amor, o que faz de nós Românticas incuráveis…

Mas o que é ser mulher?

Ser mulher é usar sabrinas de manhã e optar por saltos altos à noite; ter o armário da casa de banho repleto de cremes, amaciadores e maquilhagem; estar na indecisão entre esticar o cabelo ou fazer caracóis; é gostar de ir às compras; é marcar cafés com as amigas, fazer mil e um planos, falar de tudo e de nada, olhar para o relógio e ver que já passaram horas e nem se deu por isso…; é ver séries e filmes e chorar baba e ranho; é estar no sofá a deprimir e a comer chocolate; é sonhar acordada; é estar bem-disposta agora e resmungar cinco minutos depois porque alguma coisa nos irritou; é saber que temos a vida facilitada para entrar nas discotecas; é ter dias em que achamos que o mundo está contra nós e que tudo está errado; é valorizar o que temos quando nos confrontamos com situações/pessoas que estão piores que nós; é ficar triste quando pessoas nos desiludem; é querer sempre mais mas achar que temos tudo quando estamos com aqueles de que gostamos,… 

Ser mulher nem sempre é fácil… ou se calhar até é, mas temos tendência para complicar coisas que às vezes até são simples. O importante é gostarmos de nós e reconhecermos o nosso valor sem deixar que nada nem ninguém nos desrespeitem. Devemos valorizar-nos e valorizar as mulheres que nos rodeiam: a nossa mãe, a nossa avó, as nossas amigas. Todas elas são únicas e especiais e dão cor e vida ao (nosso) mundo. Nós, mulheres, conseguimos tudo, somos a prova de que querer é poder e temos sempre de acreditar que é possível. Ser Mulher é Mágico!

~ Joana Alves

Anúncios
Standard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s