Chá das 3, Chá de Camomila, por favor!

Travel Post #11 – Sevilha

Fins-de-semana, pontes e feriados são sempre um bom argumento para programas diferentes. Aquilo que começou por ser uma visita a Óbidos, essa vila pitoresca e que agora no Natal se transforma e faz jus a esta quadra, terminou numa viagem a Sevilha. Sem muito tempo para planear, fizemo-nos à estrada…queríamos aproveitar o máximo destes curtos dias.

Para trás ficava Lisboa, chegava-mos a terras de longas e douradas planícies, o inconfundível Alentejo. Uma passagem por Évora, por Estremoz, Elvas e o resto já sabem…”Oh Elvas, Oh Elvas…Badajoz à vista”, mas a nossa paragem seria em Mérida. Nas margens do Guadiana, esta pequena cidade espanhola, Património da Humanidade, respira história e anda de mão dada entre o passado e futuro. Nesta nossa passagem, as ruas estavam cheias de pessoas, cheias de crianças, cheias de sorrisos, já se sentia o Natal, aquela nostalgia. Mas a noite chegara e obrigava-nos a seguir caminho…duas horas e ai está ela, luminosa, agitada, é sexta-feira em Sevilha!

Depois de instaladas, tempo para umas tapas, uma cerveja e pouco mais, um passeio pelo centro histórico. Queríamos contrariar a vontade, mas também queríamos aproveitar o dia seguinte, tínhamos o tempo contado nesta viagem e portanto, hora de dormir!

Sabem aquela sensação de acordar num sitio novo, desconhecido, que nos inquieta por ter tanto estranho quanto de surpreendente?…assim foi, a vista do nosso quarto trazia um sol janela dentro, na varanda garridas flores vermelhas e atiçava a vontade de levantar da cama e seguir à descoberta, e assim foi…

Se já tinhamos visto a soberba catedral à noite, a luz do dia revelava a sua magnitude. A Giralda, um antigo minarete (torre de uma mesquita), agora integrado na Catedral de Sevilha é Património Mundial da UNESCO. Seguimos para o Real Alcazar, que funde diferentes estilos na sua arquitectura, pois tem construções de diferentes épocas. Para mim, apaixonada por azulejos e padrões, é sem dúvida a vertente islâmica que me atraíra, a riqueza daqueles azulejos, a sua beleza, as suas cores e formas. Ou então, aqueles arcos e janelas, aquela luz, não sei se o verde das plantas, tropicais se o laranja em contraste nas laranjeiras…não sei o que gostava mais, até aos jardins tropicais, de labirintos e pequenas fontes. Tudo me tomava o olhar, enchia o coração de tão belo…Património Mundial, este palácio foi também cenário da série Games of Thrones!

Com isto, chegara a hora de almoço…a rua estava cheia de gente, nas esplanadas as pessoas já petiscavam. A gastronomia aqui é deliciosa, não fosse eu também um bom garfo. Entre tapas, paella e cerveja ficamos saciadas. Restava-nos visitar a Plaza de Espanã, com pequenos barcos, os jardins com cores de outono, as ruas com coches a cavalo, a Torre Del Oro mercados típicos com petiscos e um passeio junto ao rio cheio de sol, pois o tempo estava contadinho que depressa chegara a hora do lanche e de regresso a casa, a Lisboa.

Não houve tempo para mais, restava-nos apenas a certeza de voltar com mais tempo, repetir e visitar o que não se conseguiu desta vez…porque Sevilha sem dúvida nos encantou!

sevilla

~ uma viagem por Espanha e chá de sabor arábico ~

Standard
Chá das 3, Coisas de RP

#O Meu Elvive: A Nova Campanha da L’Oréal

“Alguém pediu uma amostra para hoje?” É a nova campanha da L’Oréal que promete levar-te a casa a melhor rotina para o teu cabelo até dia 5 de Fevereiro. Não é mentira, muito menos publicidade enganosa, nós Shakers, vaidosas como somos, não resistimos à campanha e fomos a correr experimentar.

15879147_1566009606748810_1933357236_n

loreal_03

Participar é simples, basta aceder ao site e responder às perguntas de diagnóstico ao teu cabelo. No final podes escolher o modo como as amostras te chegam a casa, mas aconselhamos vivamente a mota, porque com a mota (que é um mimo) vem o motoboy e com o boy da mota, vêm bons conselhos.

A experiência não poderia ter corrido melhor. Marcamos a entrega para o intervalo das 19h às 20h30, às 19h15 recebemos uma mensagem a avisar que a encomenda estava a caminho. Uma hora depois sensivelmente a campainha tocou. Recebemos uma encomenda bem recheada, porque para além dos três produtos diagnosticados para o nosso tipo de cabelo, ainda somos mimadas com umas pequenas surpresas.

A campanha é especial e vale bem a pena, não só pelos produtos que temos a possibilidade de experimentar sem qualquer custo, como também pelos mimos que recebemos. Tudo isto chega a nossa casa à hora que mais nos convém, de mota e ainda recebemos conselhos de beleza, no nosso caso foi um rapaz o que não deixa de ser interessante, dado que a maior parte de nós mulheres considera a opinião do sexo masculino nestes assuntos inútil.

 loreal_01

loreal_02

Para nós, a L’Oréal está de parabéns, pois além da fantástica campanha, o atendimento é também de excelência. São muito prestáveis, disponíveis através de um chat online entre as 10h-24h super funcional, onde conhecemos a pessoa com quem falamos que nos aconselha, esclarece e ajuda-nos no que for necessário. Uma óptima comunicação, óptima organização e eficiência são o resultado desta experiência e que faz da L’Oréal uma marca de excelência para lá da sua gama de produtos. A possibilidade de escolher como queremos receber as amostras, o horário que mais nos convêm (um horário que se estende até às 22h, alargado e flexível), a mensagem de confirmação do envio da encomenda e a capacidade de entrega num curto espaço de tempo, como 1h30 são detalhes essenciais e que mostram a preocupação da marca pelo consumidor, e portanto, sinónimo de satisfação e qualidade. Well Done L’Oréal !!!!

15902441_1565992926750478_170238240_o

E tu já pediste a tua amostra hoje? Porquê tu mereces!

Standard
Evento do Mês

Vamos levar-te à Diverlândia- A Maior Feira Popular Indoor

A Diverlândia é a maior feira popular Indoor e está na Fil até dia 8 de Janeiro. Como não podia deixar de ser, já lá estivemos e podemos garantir que diversão não falta e a tarde passa sem dar-mos por ela.

Para além dos carrosséis já conhecidos e praticamente obrigatórios em qualquer feira popular, existe ainda a maior pista de carrinhos de choque do país, uma pista de gelo, um simulador e para os mais corajosos a diversão do Hulk, que este ano é novidade.

diverlandia-2

Pode ainda contar com a habitual barraquinha das farturas à entrada do pavilhão e com as delícias da Nutela.  Visite a feira em família ou com os amigos, há diversão para todas as idades e para todos os gostos. 

diverlandia

A entrada na feira é gratuita, mas os carrosséis são pagos em divers, 1€ corresponde a 1 diver. Pode trocar os euros por divers em qualquer umas das bilheteiras que se encontram no recinto do pavilhão.

Ou então, pode participar no nosso passatempo e habilitar-se a ser um dos 10 premiados com 5 divers para passar uma tarde em grande na Diverlândia.

Porque queremos levar todos à Diverlândia e porque não gostamos de complicações, participar é muito fácil:

  • Fazer like nas páginas do Facebook do headshake e da Diverlândia
  • Preencher o formulário em baixo até dia 29 de Dezembro às 18h30 (só é permitida uma participação por e-mail)
  • Os 10 vencedores (selecionados pelo random.org)  serão contactados via e-mail

 

Standard
Chá das 3

A melhor Tarte de Amêndoa de Portugal vai adoçar o teu Natal.

Hoje, o headshake apresenta-vos uma história de coragem por parte de alguém que nunca desistiu de lutar: falamos de Catarina Noronha, fundadora da marca A Tarte. Sim, sim, essa mesma – a tarte de amêndoa que foi considerada a melhor tarte de amêndoa de Portugal pela Time Out Lisboa ;)

022atarte_nunofontinha_7847

Sabiam que a marca nasceu devido ao desemprego de Catarina? A fundadora andava à procura de emprego e achou que até encontrar alguma coisa na sua área – que era Publicidade – podia dar apoio ao seu amigo Vasco que fazia tartes de amêndoa para consumo da família e amigos. A verdade é que o assunto tornou-se sério e a ocupação tornou-se a “tempo inteiro”. A casa de Catarina transformou-se na “Casa da Tarte” onde assegurava 300 a 400 tartes por mês…com a ajuda de toda a sua família. Tornou-se assim claro que este era um projeto que ia longe :)

Catarina passou a dedicar-se, em exclusivo, a este negócio e pôs em prática os seus conhecimentos de base – temos de admitir que todo o design da marca é maravilhoso! E os números falam por si:  mais de 5 mil Tartes comercializadas, por mês; quase 100 pontos de venda em Portugal (3 lojas próprias) e 90 lojas em Espanha [sendo que estudam agora entrada em França e Reino Unido].

026atarte_nunofontinha_7865

A marca é giríssima, o seu design aprovado pela designers do headshake e a tarte aprovada pelas gulosas do headshake. Por tudo isto, porque os nossos seguidores merecem ser mimados e porque a marca está a comemorar as grandes conquistas deste ano, temos para oferecer 3 Tartes a 3 seguidores. Tudo isto porque “A Tarte tem a receita perfeita para umas festas felizes” e é o doce que falta na vossa mesa ;)

15542263_1169679873108100_4020150134465220821_n

A mecânica do passatempo continua a ser do mais fácil que há e, por isso, não há desculpas para não participar. Nota: os vencedores deverão levantar a sua tarte de amêndoa nas lojas próprias El Corte Inglés ou Amoreiras Shopping Center.

  • Fazer like na página do headshake e d’A Tarte no Facebook
  • Fazer like na página do headshake e d’A Tarte no Instagram [opcional]
  • Preencher o formulário abaixo até dia 20 de dezembro às 23h59 (permitida apenas uma participação por endereço de e-mail).

021atarte_nunofontinha_7846

Nota: os vencedores são selecionados via random.org e serão contactados via email para proceder ao levantamento d’A Tarte. As participações são válidas até dia 20 de dezembro até às 23h59.

~ A Tarte é única. O vosso Natal também.

Standard
Chá das 3

Este Natal, pelo sim, pelo não…oferecermos Beirão!

Quem acompanha o headshake tem vindo a perceber a nossa pequena [grandeeeee!] paixão pela marca. A forma como comunicam com o seu público, o sentido de humor au point  – que já os caracteriza e que faz parte das suas publicações nas redes sociais, as campanhas que desenvolvem e o enorme fairplay que têm.

Por todas estas razões [e porque este Natal o headshake, pelo sim, pelo não quer oferecer Licor Beirão aos seus seguidores] vamos promover, em parceria com a marca, um fantástico passatempo. O melhor de tudo? É que aqui não precisam de participar com moderação ;)

15419241_10210515066580559_1147536711_o

A mecânica do passatempo não tem nada que saber e não podia ser mais fácil. Ora vejam:

  • Fazer like na página do headshake e do Licor Beirão no Facebook
  • Fazer like na página do headshake e do Licor Beirão no Instagram [opcional]
  • Preencher o formulário abaixo até dia 14 de dezembro às 23h59 (permitida apenas uma participação por endereço de e-mail).

Mas afinal o que temos nós, e o Licor Beirão, para oferecer? Como queremos premiar mais do que um participante temos mais do que um prémio:

  • Ao vencedor, uma garrafa de Licor Beirão e um copo;
  • Ao segundo lugar, dois packs de 2 miniaturas de Licor Beirão e 2 copos de shot;
  • Por fim, o terceiro lugar receber dois packs de 1 miniatura de Licor Beirão com 6 bombons deste Licor.

15354158_10210515065980544_1203431554_o

Confessem, é ou não é uma oferta magnífica para este Natal? :)

Nota: os vencedores são selecionados via random.org e serão contactados via email para proceder ao envio dos prémios. As participações são válidas até dia 14 de dezembro até às 23h59.

~ Este Natal, pelo sim, pelo não…oferecemos Beirão ;)

15409554_10210515091621185_441969949_o

Standard
Chá das 3, Evento do Mês

O Natal é na FIL na NATALIS claro !!!

Mercado de Natal, Mercado de Chocolate, Marcas a preços de fábrica, Solidariedade e diversão para toda a família, o Natal é decididamente na Fil de 7 a 11 de Dezembro!!!

Já não tem muito tempo para comprar as suas prendas de natal, mas ainda vai a tempo de o fazer e ainda por cima a preços bastante apetecíveis. Na Natalis pode viver o espírito natalício com um conjunto de actividades alusivas à época, workshops, espectáculos e ainda provar algumas iguarias. 

Aproveite o fim de semana alargado e vá divertir-se com a família ou com os amigos à feira mais natalícia, o programa promete muita diversão para todas as idades e para todos os gostos. Pode consultar todas as informações em: natalis.fil.pt/

Para ganhar um convite duplo para a Natalis siga os seguintes passos:

  • Coloque Like na página de facebook do headshake
  • Coloque Like na página de facebook da Natalis
  • Preencha o quadro em baixo com os seus contactos

As primeiras 10 participações recebem uma entrada dupla na feira. Quem é amigo quem é?

Depois de seguir todos os passos, aguarde o nosso contacto! Boa Sorte!!!

~um chá com cheiro a natal~

 

Standard
Evento do Mês, Eventos com Personalidade

Vodafone Mexefest

Os dias 25 e 26 de Novembro foram chuvosos e frios, mas nós nem notámos, percorremos a avenida da Liberdade de teatro em teatro, de sala de espetáculo em sala de espetáculo e nem os pés molhados e as mãos frias nos fizeram parar, o Vodafone Mexefest foi bom e recomenda-se.

Eram 10 salas, mais de 40 concertos e um leque vasto de artistas e estilos musicais para desfrutar em dois dias. Mais do que nunca, desejamos ser omnipresentes e poder ir e “estar” em todos, mas sabíamos de ante mão que isso não ia ser possível. Quisemos aproveitar os concertos ao máximo e perder o menos tempo possível e por isso fizemos uma pré-seleção do que iríamos ver e traçamos um caminho.

O nosso primeiro dia de festival começou com aquela excitação miudinha de quem deseja abanar o esqueleto ao som de boa música e nunca mais vê a hora “disso” acontecer. O Check-in aconteceu sem problemas, sem filas nem confusões e sem darmos conta voámos para o capitólio que não conhecíamos, mas num instante o descobrimos.

nerve

O primeiro concerto foi Valas, um rapper de Évora que começou agora a dar que falar com o seu primeiro single “As Coisas”. Potencial não lhe falta e talento também não, iremos de certeza ainda encontra-lo em grandes palcos.

Ainda no capitólio, espaço que nos surpreendeu pela sua polivalência, assistimos ao concerto de Mike El Nite, sendo que foi Nerve quem deu os primeiros acordos. Valeu a presença da Capicua como convidada especial, tudo o resto não nos convenceu.

Saímos 10 minutos do capitólio e íamos perdendo Talib Kweli que “mandou” o capitólio a baixo. Tudo nele cativa, as músicas, os gestos, até quando só fala e falou bastante. O público estava vibrante, quem não conseguiu entrar, assistiu de fora, mas nós felizmente vimos tudo de perto e não perdemos “pitada”.

talib-kweli

Antes de deixarmos o capitólio, ainda dêmos um olhinho em Diamond, o som era bom e prometia um concerto “à maneira” mas o Teatro S.Jorge esperava-nos.

CEU, oh ceu que concerto fabuloso. Ainda hoje não conseguimos esquecer o timbre doce da tua voz e as músicas que nos embalaram e deixaram o tempo passar sem darmos por isso. As musicas são leves, as letras são suaves e ficam no ouvido, o corpo quer balançar constantemente. Não é à toa que já és considerada uma das melhores autoras da música brasileira. Felizmente, tivemos oportunidade de te conhecer e de registar o momento.

lu-mais-beu-mais-ceu

O primeiro dia já ia longo, mas faltava a cereja no topo do bolo. Voámos até ao coliseu e terminámos o dia em grande, ao som de Jagwar MA que encheu o coliseu e mesmo quem ainda não tinha abanado o capacete deu por si a abanar o corpo inteiro. As batidas e os ritmos eram contagiantes e era impossível estar parado. Mesmo tendo escolhido Lisboa para o fim da sua tour, Jagwar não mostrou cansaço e “deu tudo”.

A expectativa para o segundo dia era alta, queríamos ir aos locais onde ainda não tínhamos conseguido ir e aproveitar o máximo de concertos possíveis. Fizemos o aquecimento com Meg Baird na Sociedade de Geografia de Lisboa. Não consigo imaginar local mais perfeito para aquela voz melancólica e fina. O espaço é maravilhoso, o público faz “silêncio sepulcral” e a voz da Meg percorre a sala, os nossos ouvidos e chega mesmo a tocar-nos a alma.

meg-baird

Logo que o concerto acabou, mudámos de sala, mudámos de registo, mudou a sonoridade mas a qualidade manteve-se. Gallant encheu o coliseu de boa música, encheu o palco com os seus movimentos acelerados e encheu os nossos corpos de ritmo. A revelação deste Mexefest não só cativou, como deixou marca. Saímos ainda a cantar, com uma vontade imensa de ficar.

gallant

Retomámos a marcha, desta vez a caminho do Tivoli BBVA para ver Malu Magalhães e foi aqui que a nossa rota se alterou, a fila era tão grande, chovia tanto que decidimos quase em simultâneo procurar abrigo no teatro S.Jorge.

Quando entrámos na sala nem queríamos acreditar, fomos completamente surpreendidas pela Sara Tavares, que como sempre, deu um concerto memorável com ritmos quentes vindos diretamente de Cabo verde, ficamos agradecidas pelo seu Balancê e pela forma como foi cumprimentando o público que saía e entrava constantemente.

sara-tavares

Ainda faltavam alguns minutos para o concerto de Mayra Andrade, mas fizemo-nos à estrada a caminho do capitólio.

Mayra Andrade não era de todo uma surpresa, já conhecíamos o seu talento, a sua musicalidade misturada com crioulo e leveza na voz. Quando já ninguém esperava mais nada, Mayra Andrade com a sua modéstia e humildade natural, confessou não ter nada preparado para o caso do público pedir “mais” e ofereceu-se para cantar à capela, foi sem dúvida um dos momentos mais marcantes deste Mexefest. A sua voz e a mensagem de que o tempo passa milagrosamente e que nos cura das mágoas do passado, deixou o público rendido.   

mayra-andrade

Seguimos para o coliseu com a promessa de a voltar a encontrar lá juntamente com Branko que fechou o Mexefest com chave de ouro. O coliseu encheu como já era esperado e fomos inundados com as batidas rítmicas, absolutamente contagiantes. Mayra Andrade surgiu no fim do concerto e mostrou mais uma vez o ar da sua graça.

Despedir-nos do Vodafone Mexefest foi difícil, queríamos mais, pelo menos mais um dia, porque ficaram salas por visitar, salas que só temos oportunidade de ver no Mexefest, ficaram por assistir concertos de bandas e pessoas que certamente nos iriam surpreender.

O evento decorreu sem grandes problemas, tirando uma ou duas filas que nos atrasou ou que nos fizeram mudar de rota. Até capas para a chuva nos deram, só não conseguimos provar a boa da bola de Berlim e o chocolate quente.

“Fazemos uma vénia” à capacidade de ter numa rua uma diversidade musical de tão boa qualidade em salas tão diversas. A originalidade na sinalética e as dinâmicas realizadas numa tentativa de integrar os cidadãos e os visitantes da cidade de Lisboa é de génio.

Melhor do que ter estado neste Mexefest , será voltar a estar presente no próximo!!! We hope so!!!

~um chá dançante ~

Standard