Coisas de RP

Super Bowl para além do desporto!

O Super Bowl é capaz de ser um dos espectáculos mais esperados do ano.

Este ano foi a quinquagésima edição e aconteceu no Levi’s Stadium, em Santa Clara, Califórnia e decidiu o campeão da NFL (National Football League), para quem não viu os Denver Broncos ganharam frente ao Carolina Panthers.

O estádio encheu-se com fãs do futebol americano e da boa música. Em comentários pós Super Bowl ouvi alguém dizer que as pessoas iam mais a este evento pelo desporto e não tanto pela música e pelo espectáculo…será? Eu cá não concordo, eu acho que o Super Bowl há muito que deixou de ser só um evento desportivo, adorava lá ir, claro que sim pelo desporto que adoro apesar de não perceber grande coisa de futebol americano, mas também pela música, pelas cores, por todo aquele espectáculo que até arrepia só de imaginar e, claro, para ver em primeira mão os anúncios espectaculares do intervalo.

As marcas apostam tudo naqueles 30 segundos que chegam a custar cerca de 4,5 milhões de euros.

Foram cerca de 60, os anúncios que passaram no intervalo do jogo entre os Broncos e os Panthers. Marcas como a Amazon, Coca-Cola, Budweiser, Toyota, Heinz, Colgate e Mini fizeram rir e chorar o público.

Quanto à música, a principal atracção foi a banda britânica Coldplay, tendo também participação da Beyoncé, Bruno Mars e Mark Ronson.

Vamos espreitar alguns anúncios?

Budweiser

Snickers

Heinz

Amazon

Axe

Coca-Cola

Doritos

Honda

E há muitos, muitos mais, cada um mais divertido que outro, tanto que não consigo decidir qual é o meu favorito.

Mais do que um evento desportivo o Super Bowl é um dos maiores momentos publicitários do ano nos Estados Unidos da América.

~ Shake the advertising world ~

 

Standard
Chá das 3

Desporto e Turismo de mãos dadas

A prática de actividades desportivas está cada vez mais em voga, por variadíssimas razões, apela-se ao bem estar físico e mental, à boa alimentação, a luta contra a obesidade e as doenças cardiovasculares.

Na verdade sempre se apelou a estas coisas, sempre se falou em actividade física, trail running, btt etc. e tal, mas nos últimos anos tem sido o grito da moda. Todos os dias no caminho para o trabalho e de volta para casa dou por mim a passar pelas mesmas pessoas a fazer a sua corridinha, sozinhos, em grupo, com os seus cãezinhos. Sempre gabei estas pessoas, porque sou uma preguiçosa de primeira, para me mexer é um suplício apesar de me obrigar a mim mesma a ir pelos menos 3 vezes por semana fazer o meu treininho logo pela manhã, mas correr sem objectivo aparente (tipo perseguir uma bola em algum desporto colectivo) é coisa que não me assiste.

Agora a sério, eu dou muito valor ao desporto, até porque, como já disse aqui em tempos, já pratiquei desporto de competição e adoro as iniciativas que têm surgido nos últimos tempos e a forma como têm sido publicitadas.

O desporto é uma actividade contagiante, move massas, une pessoas, faz-se amizades nas diferentes modalidades, equipas e eventos. De todos os bons atributos que o desporto já tem, ainda se pode revelar enraizado na cultura de um país e melhor amigo do turismo.

Tem havido nos últimos anos variadíssimos eventos desportivos que elevaram a notoriedade do nosso país e contribuíram para o fortalecimento da marca Portugal, e cada vez mais se ouve falar de trails todas as semanas, de norte a sul e ilhas, são iniciativas muito interessantes e felizmente têm sido muito bem publicitadas, através de rádio, TV, redes sociais e imprensa escrita.

Para quem não sabe, trail é um tipo de corrida com percursos traçados incluindo trilhos técnicos, muitas vezes acessíveis apenas a pé. Estes percursos são em zonas montanhosas com grandes declives, passagens por riachos, zonas rochosas, etc. Basicamente, é correr no meio da natureza passando por tudo o que esta nos oferece. Nunca fiz mas, um dia até gostava de experimentar, obviamente antes disso teria de treinar bastante.

A minha irmã fez e aconselha, por ser divertido, apesar de muito cansativo, por se verem locais lindíssimos e pelo companheirismo que por lá se faz sentir, e foi isso que me deu vontade de experimentar, mas mais que a vontade é a coragem para tal, um dia…!

É mesmo aos locais bonitos que eu quero chegar agora, já vi publicitarem trails em muito locais, cada um mais bonito que outro e conheço muita gente que vai a todos, ou seja, a forma como este tipo de actividades potencia o turismo é extraordinária. Neste contexto, a realização destas actividades desportivas assume uma função muito importante, desenvolvendo e movimentando as economias das regiões onde as mesmas ocorrem, e na medida em que os eventos são desenvolvidos em conjunto com celebrações tradicionais das regiões, são capazes de efectuar uma promoção local e regional incrível.

Vamos praticar mais exercício físico e ao mesmo tempo conhecer este país lindo que temos, há melhor?!

11651033_1084654898230299_1544559463_n

 

~ Um chá, uma corrida e bom turismo ~

Standard
Chá do Manifesto, Shake the Press

Anti-logótipos

Dizem que desporto é festa, fair play, amizade, alegria…Pelo menos foram estes o valores que aprendi enquanto desportista e pessoa. Mas, infelizmente, as notícias que mais se fazem ouvir, quando se fala de desporto, são as de violência, desrespeito, racismo, e, nos últimos tempos, Mundial de Futebol 2022.

Desde o momento em que a FIFA tomou a decisão de realizar o Mundial de Futebol de 2022 no Qatar, que as críticas se fizeram ouvir sem previsão de fim. Desde alegações de suborno, má gestão financeira, escravidão, condições de trabalho medíocres a combinar com os cerca de 1400 mortos que já se fizeram registar, são algumas das críticas mais ouvidas.

Procurando sensibilizar os consumidores e fazer pressão sobre as marcas que patrocinam o Mundial e a FIFA, em protesto contra a escolha do Qatar para a realização da prova, onde ocorre um flagrante desrespeito pelos direitos humanos e pelas condições de trabalho na construção de infraestruturas para o evento, alguns activistas decidiram expressar a sua indignação através de anti-logótipos.

Este tipo de movimentos podem não abalar um gigante que é a FIFA, mas talvez abra os olhos a muita gente. O futebol, infelizmente, não é só o espectáculo desportivo que vemos no estádio ou na TV, passa por toda uma organização, construção de estádios, estradas e afins, nos quais estão envolvidas centenas de pessoas e é triste quando vemos diariamente notícias de abusos e mortes sem explicação envolvidas numa prova que deveria ser sinónimo de festa, desde a construção dos estádios ao último golo marcado na final.

Ficam alguns anti-logótipos…

collage 1

collage 2

~ Um chá e um desabafo ~

Standard