Chá das 3

A miúda portuguesa no UK

Sinceramente nunca me imaginei a escrever este artigo…

A verdade é que quando vimos morar para o estrangeiro algumas coisas mudam, não só os hábitos, mas as nossas ideias deixam de ser tão preto no branco e começamos a ver as coisas de outras forma.

Saí há pouco tempo, mas sinto que já foi há meses e que consigo fazer uma pequena análise deste curto espaço de tempo.

Portugal, é uma forma simpática de dizer que somos calorosos, sabemos receber, temos boa comida, bom vinho e que temos o melhor jogador de futebol de mundo (o Cristiano Ronaldo vem sempre à baila).

Com isto quero dizer que, por sermos portugueses, muitas portas são abertas e as amizades começam a surgir, porque somos conhecidos pela personalidade do povo português e não pelos defeitos e falcatruas dos nossos governos (que obrigam muitos jovens a ir trabalhar para fora).

típica conversa de emigrante (que muitas vezes critiquei) existe e faz falta, até já começo a gostar!!!

O tempo, principal tema de conversa de todos os Gregos, Italianos, Espanhóis e Portugueses que vêm viver para o Reino Unido. É sem dúvida medonho andar de casaco de Inverno o ano inteiro!

A comida, algo que o meu organismo ainda não se conseguiu adaptar. A comida inglesa e eu não somos lá grandes companheiras. A parte boa é que já experimentei iguarias gregas e italianas que souberam a pouco. Mas… nada melhor que um bom prato português e, claro, o nosso amigo bacalhau que todos os estrangeiros comem e choram por mais!

As pessoas, depois do primeiro contacto as nacionalidades deixam de ter importância e servem apenas para trocar experiências e conhecimentos. A realçar que a entreajuda entre portugueses é fascinante!

Ser português é uma marca universal, que possui uma identidade e personalidade reconhecida. É uma forma de comunicar um modo de estar e ser.

Sentimos a falta de Portugal? Sinceramente pensava que não, que apenas ia sentir falta das pessoas que por lá ficaram. São as relações e os afectos que me movem e afastar-me da minha família e amigos custa… custa mesmo!
Mas sim, dou por mim a sentir a falta do cheiro de Portugal. Dos Pastéis de Belém. Das saladas com queijo fresco. Do cheiro do mar. Das tardes de esplanada. Das noites que se tornam dia. Do calor…

Adoro estar aqui, mas Portugal é Portugal e “ser português” é uma GRANDE marca!

eleltrico

~ Um desabafo de uma portuguesa com saudades de Portugal

Standard
Chá das 3, Chá do Manifesto

O tempo passa, mas a saudade fica…

Hoje decidi vir para a praia escrever.
Hoje a diferença é que não estás comigo ou não me vens fazer companhia daqui a meia-hora como é habitual.
A diferença é que tiveste que partir à procura de uma vida melhor para nós e para ti.
A imensidão do mar reflecte o tamanho da minha saudade…

Saudade que me faças um chá porque já não consigo sair do sofá, do teu risoto de camarão só porque o dia me correu mal e do meu médico favorito que faz tudo porque estou doente.
Preciso do teu amor e das nossas maratonas de cinema… Preciso de ti!

Sinto a tua falta.

Sinto falta dos nossos momentos, de te telefonar só porque estacionei o carro longe e quero companhia até chegar a casa, de discutir contigo porque não arrumaste a casa ou não mudaste a areia aos gatos.

É verdade que falamos todos os dias e fazes questão de estar sempre disponível para mim, mas é mesmo por isso que tenho saudades… Por esse lado sensível que só eu conheço, o lado que tem paciência para ir comigo às compras e escolher a roupa para eu experimentar…

Há 5 anos que fazemos tudo juntos e agora tenho que voltar a aprender a viver sem ti.

O tempo passa, mas a saudade fica…

As noites deixaram de ter aquele beijinho e aconchego que só tu sabes dar.

Por vezes dou por mim a marcar o teu número de telefone, porque te quero contar a novidade mais recente do dia…

É incrível como me sinto apaixonada há 5 anos e por mais distância que exista, este sentimento não diminui, continua a aumentar a cada dia que passa com a certeza de que, um dia, voltaremos a estar juntos.

Amo-te!

london

~ Opening my heart ~

Standard