Chá das 3, Evento do Mês

O Natal é na FIL na NATALIS claro !!!

Mercado de Natal, Mercado de Chocolate, Marcas a preços de fábrica, Solidariedade e diversão para toda a família, o Natal é decididamente na Fil de 7 a 11 de Dezembro!!!

Já não tem muito tempo para comprar as suas prendas de natal, mas ainda vai a tempo de o fazer e ainda por cima a preços bastante apetecíveis. Na Natalis pode viver o espírito natalício com um conjunto de actividades alusivas à época, workshops, espectáculos e ainda provar algumas iguarias. 

Aproveite o fim de semana alargado e vá divertir-se com a família ou com os amigos à feira mais natalícia, o programa promete muita diversão para todas as idades e para todos os gostos. Pode consultar todas as informações em: natalis.fil.pt/

Para ganhar um convite duplo para a Natalis siga os seguintes passos:

  • Coloque Like na página de facebook do headshake
  • Coloque Like na página de facebook da Natalis
  • Preencha o quadro em baixo com os seus contactos

As primeiras 10 participações recebem uma entrada dupla na feira. Quem é amigo quem é?

Depois de seguir todos os passos, aguarde o nosso contacto! Boa Sorte!!!

~um chá com cheiro a natal~

 

Anúncios
Standard
Chá das 3

Memórias da consoada na guerra do ultramar

Era 24 de Dezembro de 1972 e Maria Moura partia de Vila Cabral, Moçambique, até ao mato, num avião. Queria ir ter com o marido, Manuel Moura, militar que tinha ficado de prevenção naquele dia e já não podia ir passar o Natal a casa. “Se a mulher do comandante também lá estava com o marido, eu também tinha o direito de estar”, recorda Maria Moura, que levava consigo o filho David, de seis anos. Quando o avião aterrou o marido ficou estupefacto. Estava a jogar futebol e viu a mulher chegar sem estar à espera.

“Achei fartura a mais. Perguntei logo o que é que ela estava ali a fazer”, diz a sorrir. Uma aventura que não era a primeira para a esposa do atual sargento chefe aposentado, de 77 anos, que combateu na guerra colonial em Moçambique e em Angola. Maria, agora com 73 anos, sempre que podia apanhava um avião e ia ter com o marido. “Já tinha carne de vaca e camarão para a consoada. Assim que me disseram que ele ia ficar de prevenção e não podia ir passar o Natal a casa eu disse logo ao piloto do avião para me levar ao mato”, afirma, enquanto vão mostrando fotografias e uma colher de pau com “Moçambique” cravado na madeira. Recordações muito especiais e que a fazem afirmar que “era uma aventureira”, pois nessa noite, e em muitas outras, dormiu em colchões da tropa no chão.

O Natal para os ex-combatentes do ultramar não era um período fácil. Não só pelas saudades de casa e da família mas também porque a guerra seguia o seu curso indiferente ao calendário. Rogério Ferreira, 68 anos, que na época era furriel e combateu na Guiné entre 1970 e 1971, conta: “Estávamos a passar a consoada no quartel e houve um ataque pelas 19h00, quando começávamos a comer. Tivemos logo de nos ir esconder para dentro das valas com o prato da comida”. Acrescenta que, depois desse ataque, a noite de consoada ficou estragada e que se ficaram apenas pelas aguardentes.

IMG_1242

Também Jorge Rosa, de 72 anos, atualmente tenente-coronel na reforma, se recorda de uma consoada em que viveu dois ataques em Angola. “No dia 24 de Dezembro os soldados precisavam de um oficial para ir comandar uma coluna para ir buscar o correio e eu fui. A meio da viagem de jipe rebentou uma emboscada, mas foram só uns tiros e foram-se embora. Quando chegámos ao quartel fomos festejar a noite de Natal”, recorda, acrescentando que nessa mesma noite houve também um ataque no quartel. “Felizmente não houve mortos. A vida em África era isto, sempre com o coração em ânsias”, diz. Meses depois foi ferido em combate e ficou sem uma perna. Tem uma cruz de guerra e afirma que no Natal havia uma melhoria na alimentação.

“Não faltava o bacalhau, que às vezes era mais sal do que bacalhau. Não havia bolo rei, mas havia umas bolachas fabricadas pela manutenção militar e um copinho de vinho”, salienta o sargento-ajudante aposentado Almiro Dias, 81 anos, que combateu em Moçambique, Angola e Guiné, entre 1960 e 1974, dizendo que aquela era a época do ano em que todos se lembravam da família e dos amigos com mais saudade. Na noite de consoada era redobrada a vigilância, pois as forças adversas podiam aproveitar para efectuarem um ataque. “Quem estava de serviço tinha de estar com atenção para salvaguardar os outros camaradas que não estavam de serviço”, afirma.

Jaime Cunha, 81 anos, que na época era primeiro-sargento e que esteve em Angola durante quatro anos, diz que na consoada se procurava fazer no mato o que se fazia em casa. “Nós tentávamos esquecer a saudade bebendo mais um copo e lá se ia aguentando”, relembra, emocionado.

Depois havia quem usasse os talentos para o desenho em cartões grandes de Natal. “Havia sempre uns rapazes com jeito para o desenho e fazíamos um cartão escrito com Feliz Natal, tirávamos fotografia e mandávamos através de carta para a família em Portugal”, conta António Madeira, de 76 anos, que era primeiro-sargento enfermeiro. “Nós éramos uma família. Nessa época para nos divertirmos até fazíamos passagens de modelos”, diz. Combateu pelo país em Angola, entre 1961 e 1963, e recorda um ano em que, antes do Natal, andaram 58 dias consecutivos a comer uma lata de atum, uma lata de sardinha e um pacote de bolachas por dia. E também sentia muitas saudades. “Estávamos todos longe, tão longe. Estávamos todos isolados no mato. Era muito difícil. Lá não havia onde se comprasse uma cerveja ou uma garrafa de água”, lembra.

Mas também há quem tenha boas recordações desses tempos e afirme mesmo que se tivesse de voltar novamente à guerra, gostava de voltar a fazer o que fez. Rui Sobral, 65 anos, actualmente é empresário e foi soldado em Moçambique entre 1970 e 1974. “Numa consoada tivemos uma festa de Natal, na zona do mato, em plena guerra. Estava lá um primeiro-sargento connosco e estava lá a esposa grávida. Passámos a noite a fazer rabanadas. Éramos nós e uma senhora. Também se cantou o fado e tocaram-se umas guitarradas”, referiu, confessando ainda que “havia muita saudade da família, mas aquela era uma nova família militar”.

António Madeira Cardana (2) - Cópia

~ Recordações de Natal debaixo de fogo ~

Standard
Chá das 3

Sugestões de presentes de Natal by headshake!

Não há blog, revista ou jornal que se preze que não apresente as suas sugestões de presentes de Natal. Ele é para a mãe, ele é para o pai. Para a irmã e irmão. Passando pelas namoradas e namorados e acabando nos avós, tios e primos. Enfim, há sugestões para toda a família em todo o lado, é só “perder” uns minutos na internet para encontrar boas oções para este Natal! Ora, o headshake também tem uma palavra a dizer nisto da sugestões…não fossemos nós meninas e atentas a estas coisas das compras! Querem conhecer as nossas sugestões para este Natal? Então vejam aqui abaixo ;)

Presentes ELE

Schweppes Premium Mixer – lindíssima caixa de madeira composta por 10 águas de sabores, 3 botânicos e material de bar. À venda nos super e hipermercados por apenas €30. Uma ótima sugestão para o namorado ou o irmão mais velho.

Camisola Mr. Blue – clássica e que dá para usar em todas as ocasiões. Cinzenta para não dar nas vistas e super clean. Custa apenas €49.99 e é uma ótima oferta para o pai ou avô.

Perfume Diesel Spirit na Perfumes e Companhia – um perfume é sempre um perfume e vem sempre a calhar! Este da Diesel tem um cheiro muito marcado e custa apenas €34.08 se comprado online! O tio ia gostar, não?

Relógio Magnetic ONE – É giro ou não é? A ONE dispensa apresentações e um relógio é sempre um presente desejado. Clássico e moderno ao mesmo tempo, este magnético também é uma boa opção para o namorado! Custa €129.

“Na Outra Margem, Entre as Árvores” de Hemingway  na FNAC – Porque um livro é um livro e é sempre uma boa opção, este de Ernest Hemingway é ideal para oferecer ao pai. Na FNAC online ainda encontras com descontinho: €12.96.

Caneca Natura – quando não se sabe o que oferecer, há alguns presentes que se apresentam como opções fantásticas. A Natura é uma loja que nos ajuda imenso nestes casos ;) Esta caneca é um máximo para quem adora cerveja…a campainha para Reffil é só o melhor pormenor de sempre. Custa €7.95 e é uma boa prenda para o irmão que está ali nos 18 anos ou para o melhor amigo ou até para o amigo secreto!

Carteira Massimo Dutti – não vamos negar: uma carteira dá sempre jeito e se for esta da Massimo Dutti, melhor ainda! Que grande pinta por apenas €29.95.

Mondeco 2010 de Quinta do Mondego – Vinho Tinto! Aquele presente que se for bom é bem aceite por todos. Este Mondeco 2010  é aromaticamente rico com frutos vermelhos, flores, mentol e ainda um toque de mineralidade. Provém de vinhas nas margens do Rio Mondego, na Região do Dão, no centro de Portugal. Por €5.30 fazem um grande brilharete!

E agora para elas? Ora vejam ;)

Presentes ELA

Carteira Parfois – ultimamente a Parfois tem apresentado boas coleções. Esta carteira faz parte de uma das boas! €7.99 por um presente para a amiga secreta ou a melhor amiga…e ainda por cima esta carteira…excelente!

Agenda 2016 Rosa com Canela – há agendas e agendas, esta é das boas! A Rosa com Canela apresenta materiais lindos e esta agenda por apenas €17 é uma boa sugestão para a mãe ou para a prima! Gira que farta!

Velas Natura – eu não digo que a Natura tem sempre solução para tudo? Pois é! Este conjunto de velas não fica a matar na casa da prima ou da avó? posto que sim…por apenas €7.95.

Conjunto cremes The Body Shop – todas nós temos uma amiga ou irmã vaidosa, cheirosa e que adora cremes…pois bem, este conjunto de cremes de corpo vai, de certeza, deixar-te ficar bem! €25 e mais um presente despachado!

Anéis Calvin Klein – aiiii aiii (suspiro)! Uma palavra define estes anéis: elegância. E que namorado não gostaria de dar “elegância” à namorada! Uma coisa é certa: ela vai adorar! Por €70.

Casaco Natura – Este casaco até eu comprava…mas seria presente de Natal de mim para mim…mas a irmã também merece! É tão giro e tão em conta que o melhor é correr para as lojas e agarrar logo num! Por apenas €39.95!

Écharpe Stradivarius – com esta écharpe uma coisa é certa: a tua mãe ou namorada na moda vão ficar! Uma écharpe que custa €12.95, que é gira e que, ainda por cima, dá bem com tudo!

“Um Amor em Tempos de Guerra”, de Júlio Magalhães – porque um livro é um bom presente para qualquer membro da família, um romance é um bom presente para uma mulher, seja a mãe, a tia ou a irmã. Por €18 na Esfera dos Livros.

Bem, chegando ao fim das sugestões, esperamos ter ajudado…confessamos que não foi nada fácil fazer esta compilação, uma vez que muitos produtos ficaram de fora. ;)

Se ainda não fizeram as vossas compras de Natal, aproveitem este fim-de-semana para comprar tudo, porque já se sabe…dia 23 e 24 de Dezembro os centros comerciais revelam-se caóticos.

Boa sorte! :)

12359963_1046588428718268_247102968976019377_n

~ um chá e FELIZZZ NATAL! ~ 

 

Standard
Chá das 3, Coisas de RP

O anúncio que está a comover e a conquistar!

Sabem aquele anúncio que vos faz chorar baba e ranho e sorrir ao mesmo tempo?! É este!

“É tempo de voltar a casa”. Este é o nome do anúncio da cadeia de supermercados alemã Edeka, que está a conquistar os internautas.

A campanha publicitária conta a história de um idoso solitário, que todos os anos, no Natal, recebe um cartão da família a dizer que não podem passar a época festiva com ele. Até que um ano ele decide inverter os papéis e os filhos é que recebem uma mensagem dele.

Este anúncio tem como objectivo combater a solidão e já se tornou viral. Alerta para arranjarmos tempo para a nossa família. Andamos atarefados numa vida desenfreada cheia de trabalho e stress, que não pensamos naquilo que é mais importante na vida.

Infelizmente, o que se passa neste vídeo é verdade, cada vez mais os idosos são deixados sozinhos à sua sorte. Será que nem Natal há tempo para estar com aqueles que nos deram tudo, que nos aconchegaram nas noites frias e nos deram mimo nos dias mais difíceis, que fizeram de tudo para ser quem somos?

Já disse que adoro as campanhas publicitárias de Natal?!

Vejam o anúncio que está a emocionar!

~ Um chá natalício ~

 

Standard
Chá das 3, Coisas de RP

Já cheira a Natal!

Estamos muito adiantadas? Mas é verdade, aqui no heashake já cheira a Natal!

Pessoalmente gosto muito do Natal, principalmente das campanhas natalícias, adoro! Transbordam nostalgia, histórias, lágrimas, sorrisos, enfim, é um misto de sensações.

O exemplo que trago hoje é da John Lewis. Todos os anos a marca John Lewis brinda os clientes com um vídeo de Natal, mesmo daqueles que chega ao fundo do coraçãozinho mais gelado.

Quem se lembra da história do ano passado do pequeno pinguim que começa a sentir necessidade de ter uma paixão ao ver outros casais felizes? Aqui está para recordar:

Gostei muito, é mesmo uma daquelas campanhas fofas fofas fofas que nos faz sorrir!

A campanha deste ano já foi lançada, chama-se “The Man on the Moon” e tem como banda sonora a música “Half the World Away”, dos Oasis, cantada pela jovem norueguesa Aurora Aksnes. Mostra a história de uma menina que tenta contactar com um homem que vive sozinho na lua.

Eu achei o vídeo incrivelmente bonito, fez-me sorrir com a lágrima no canto do olho, pela essência que tem, pela mensagem que transmite.

Ninguém merece estar sozinho e triste, principalmente no Natal, que é uma festa da família. Não devemos olhar só para o nosso umbigo, mas levantar a cabeça e ver o que se passa ao nosso redor e tentar ajudar sempre que possível, às vezes os gestos mais simples podem significar o mundo para alguém.

Aqui fica o vídeo para acompanhar com um chá quentinho!

~ Um chá com cheirinho a Natal ~ 

Standard
Chá das 3

A Miúda Portuguesa no UK está de volta ao headshake

Depois de uma ausência inesperada, a Miúda Portuguesa no UK está de volta ao headshake! Estas trocas e baldrocas que uma mudança de país provoca, impedem-me de escrever com a frequência que gostaria.

Após 5 meses a viver em terras de sua Majestade, posso dizer que já me habituei a quase tudo. A comida que me provocava dores de barriga e repugna, passou a ser normal e até já aprecio um bom “fish and chips”. Quando me mudei, pensei a que a minha escolha alimentar de semi-vegetarina iria ser “canja”, pois o leque de oferta iria aumentar tendo por comparação o nosso pequenino Portugal. No entanto, enganei-me, aqui é muito mais difícil escolher um estilo de vida saudável.

Quando um Pack the Coca-colas custa 1£, já sabe onde o consumo vai parar…

Tive a minha primeira visita o mês passado. Consigo perceber totalmente o sentimento de emigrante, aquele que define a saudade como uma palavra sem definição… Parece contraditório, mas é verdade. As pessoas fazem-nos falta e as visitas enchem-nos o coração. Depois tivemos um momento headshake com 2 shakeres que vieram visitar-me e passear a Londres.

Viver por cá tem sido uma experiência única e enriquecedora. As mentalidades diferentes fascinam-me e ensinam-me uma nova realidade todos os dias.

Do ponto de vista da comunicação, a forma de chegar às pessoas é igual, mas atinge de maneira muito mais intensa. Todas aquelas teorias da comunicação que estudamos na facultade, fazem agora mais sentido. A comunicação de e em massa existe mesmo. A loucura com promoções é real e em grande escala.

Por exemplo, as marcas mudam completamente o packaging dos seus produtos para época Natalícia, este é sem dúvida um ponto fascinante nos supermercados, de que não estava habituada em Portugal.

A época Natalícia já começou no início de Outubro, as lojas encheram-se de mercadoria temática, presentinhos e coisinhas para todos os gostos. As festas de Natal começam agora e todas as empresas, instituições e grupos têm uma. É imprescindível e um evento importantíssimo na comunicação interna dentro das organizações. No entanto, não notei um aumento nas campanhas de responsabilidade social das organizações, pois esta actividade já tem um espaço bem marcado durante todo o ano.

Em Portugal estamos habituados a uma avalanche de solidariedade natalícia em que parece que só nessa altura do ano é que se lembram que existem pessoas carenciadas. Aqui a preocupação é constante e funciona.

Entrámos agora em Novembro e estou curiosíssima para viver a comunicação das marcas durante os meses Natalícios.

Prometo trazer novidades em breve!!!

12204356_1153573638005091_1322943547_o

~ Um chá com sabor a regresso… ~

Standard